7 dicas para criar cachorros em apartamento

É fato que o cachorro é o melhor amigo do homem, acompanhando todos os momentos de sua vida com alegria e dedicação. Com o tempo, esse animal se tornou...
7 dicas para criar cachorros em apartamento
7 dicas para criar cachorros em apartamento

É fato que o cachorro é o melhor amigo do homem, acompanhando todos os momentos de sua vida com alegria e dedicação.

Com o tempo, esse animal se tornou um verdadeiro membro da família, conquistando o coração de até mesmo os mais durões.

Nesse sentido, ele deixou de ocupar apenas casas com grandes quintais, começando a ser criado também dentro de apartamentos. Afinal, esse estilo de imóvel é o mais procurado nos dias atuais.

No entanto, criar um cão dentro de um apartamento pode não ser a tarefa mais simples do mundo. Então, se você já confirmou com a imobiliária que pode ter um cachorro em apartamento, continue acompanhando o post de hoje e veja 7 dicas para criar a sua nova melhor companhia. 

Posso ter cachorro em apartamento?

A verticalização das cidades é algo presente na sociedade atual, mas isso não significa que não seja possível criar um cachorro nesse tipo de ambiente.

Obviamente, não faz sentido ter um cão de porte grande em uma kitnet, visto que o animal precisa ter um espaço adequado.

Nesse sentido, o ideal é optar por portes menores para ambientes mais limitados, garantindo, portanto, o conforto de todos. 

Além disso, é fundamental que o tutor esteja atento e faça caminhadas diárias com o peludo, tanto para mantê-lo ativo quanto para fazer suas necessidades. Portanto, confira abaixo as 7 dicas para cuidar de cachorro em apartamento:

1. Estude as regras do condomínio

Segundo a Lei, nenhum condomínio pode proibir a presença de animais no interior do apartamento, pois isso é contra o direito à propriedade.

Contudo, ele tem o direito de proibir sua circulação em áreas comuns. Além disso, para quem mora de aluguel, o dono também pode proibir a presença de animais. Portanto, confirme com o síndico e imobiliária se há a possibilidade de adotar um cão. 

2. Ensine desde o início o pet a fazer suas necessidades no tapete higiênico

Por mais que você saia passear com o cachorro, ele precisa fazer suas necessidades ao longo do dia. Por isso, desde o começo, reserve um cantinho do apartamento com um tapete higiênico e ensine-o a fazer suas necessidades no local.

Além de ajudar na limpeza, em dias de chuva você não precisará sair para ele evacuar. Na hora de ensinar, aposte em reforço positivo, dando um petisco sempre que ele fizer no lugar certo. 

3. Faça passeios diários

Independente do porte, todos os cachorros precisam gastar energia e, para isso, os passeios são essenciais.

Eles devem ser feitos todos os dias e mais de uma vez ao dia, principalmente quando falamos de apartamentos.

Caso contrário, eles podem ficar ansiosos, entediados, desenvolver comportamentos indesejados, como destruir objetos e latir em excesso, além de doenças por falta de movimentação. 

4. Tenha brinquedos

Além dos passeios, os pets podem gastar energia brincando, sendo importante oferecer estímulos diferentes.

Sendo assim, além dos bichinhos e bolinhas próprios, invista em mordedores e quebra-cabeças que desafiam sua cognição.

Além disso, brinquedos recheados também são excelentes, pois distraem o cachorro, fazem com que ele gaste energia e ainda estimula seu olfato. 

5. Dê atenção ao pet 

É importante deixar claro que ter um cachorro em apartamento é uma grande responsabilidade, sendo fundamental saber que poderá se dedicar a ele.

Afinal, ainda que existam brinquedos e estímulos, o contato com o tutor será essencial, visto que o cão tem necessidades específicas e precisa de um tempo totalmente exclusivo para ele. Sendo assim, separe pelo menos uma hora do seu dia para isso. 

6. Atente-se aos banhos

Cachorros criados em apartamentos geralmente são mais limpos que os criados em ar-livre. Contudo, é importante ter em mente que eles saem para passear na rua, trazendo sujeiras para dentro de casa, além de ter um cheiro característico.

Afinal, são animais, certo? No entanto, é importante ficar atento aos banhos, pedindo a orientação de um veterinário para garantir sua saúde e a dos demais moradores do apartamento. 

7. Eduque o cachorro desde cedo

Além de ensinar o pet no local para fazer suas necessidades, é fundamental que você o eduque, indicando o que ele pode fazer, onde entrar, subir e o que pode ou não comer. Isso facilita significativamente a rotina e ainda evita acidentes quando ele está sozinho.

Como falamos, a técnica da recompensa é a melhor opção, sendo fundamental ter paciência, pois brigar e gritar apenas vai fazer com que ele tenha medo. 

Então, com as dicas do post de hoje temos certeza que você será capaz de criar seu novo cãozinho com muito amor e, claro, obediência.

É fundamental que ele seja educado desde o início, pois independente se adotá-lo quando estiver mais velho, com o tempo irá entender as regras e saber respeitá-las.

Além disso, tenha em mente que um pet exige atenção e tempo, sendo importante ter consciência para que ele se mantenha saudável e feliz. 

Categorias
CasaDicas

RELACIONADOS