Web 3.0 – Como ela vai transformar o marketing digital?

O impacto da Web 3.0 no marketing digital será notável. A evolução da internet tem vindo a progredir sem abrandar. Houve pontos de virada na estrutura da internet. Começamos...
web-30-transformar-marketing-digital

O impacto da Web 3.0 no marketing digital será notável.

A evolução da internet tem vindo a progredir sem abrandar. Houve pontos de virada na estrutura da internet. Começamos com a Web 1.0, que era a base da web. Essa foi a primeira versão estática e não aberta à interação do usuário. Depois, voltou-se para a Web 2.0, que era mais dinâmica e orientada para o usuário.

Agora, estamos à beira de outro ponto de ruptura: Web 3.0.

De acordo com importantes pesquisas,

  • 70% das pessoas não se sentem no controle de como os sites usam seus dados e, além disso,
  • 83% das pessoas acreditam que a Web 3.0 melhorará sua felicidade e bem-estar.

A Web 3.0 considera todas essas observações para se desenvolver.

Ele impõe mudanças significativas em todos os aspectos de nossas vidas digitais. Ele mudará os comportamentos dos usuários, a segurança dos dados, os regulamentos de privacidade, o controle sobre os rastros digitais, a precisão dos clientes em potencial e assim por diante.

Uma das transformações substanciais será no marketing digital. O marketing da Web 3.0 insiste em que as organizações passem por seus costumes.

Neste artigo, revelamos dois tópicos amplamente:

  • O que é web 3.0?
  • Como a web 3.0 transformará o setor de marketing digital?

Agora, vamos começar a descobrir a Web 3.0 e quais transformações ela traz.

O que é Web 3.0?

A Web 3.0 ainda está melhorando e não tem uma definição particular e congelada. Mas pode ser descrito como uma versão da World Wide Web descentralizada e construída em inteligência artificial, aprendizado de máquina e web semântica. Além disso, ele usa um sistema blockchain e mantém as informações dos usuários seguras.

A ideia geral da Web 3.0 é transparência, abertura e privacidade de dados. Não se baseia em uma autoridade central na propriedade de dados e oferece liberdade para todos os usuários da Internet por meio de seu software de código aberto.

O uso de aprendizado de máquina e inteligência artificial permite uma experiência na Internet mais personalizada e baseada no usuário. De acordo com Tim Berners-Lee, o inventor da web, a web semântica também é uma parte crucial da Web 3.0.

Podemos dar uma olhada mais de perto nas características da Web 3.0:

Tecnologia Blockchain

Esta tecnologia é a base da Web 3.0 porque todas as funcionalidades são estabelecidas nela.

Esse sistema conecta blocos de informações que não podem ser alterados, apagados ou capturados – cada bloco de informações se conecta entre o passado e o anterior. Portanto, quando um bloco é criado, ele se liga aos outros blocos e se prende na corrente. Isso torna o blockchain o sistema de informações gravadas que pode ser expandido, mas não pode ser interrompido.

Essa cadeia descentralizada é a garantia de segurança e privacidade das informações do usuário.

Inteligência Artificial e Aprendizado de Máquina

A inteligência artificial é uma versão do aprendizado de máquina. Ele permite que os computadores atuem de forma semi-autônoma. Essa autonomia é o que a Web 3.0 ajusta ao mundo real.

A inteligência artificial e os algoritmos de aprendizado de máquina têm muitos benefícios para organizações e usuários individuais. Por exemplo, pode facilitar que os usuários alcancem o que precisam e ajudar as organizações a fazer previsões de ouro.

Esses algoritmos reconhecem os padrões dos usuários e podem comparar esses padrões para detectar o melhor. Portanto, melhores assistentes de pesquisa filtrarão e fornecerão as melhores opções aos usuários.

A Web 3.0 aplica inteligência artificial para orientar qualquer tipo de processo de tomada de decisão. Ele pode acessar informações ilimitadas na web, discriminar os dados precisos do resto e apresentar disposições precisas e consistentes.

Rede Descentralizada

Na Web 3.0, os dados são descentralizados, o que significa que os usuários possuem seus dados.

As redes de dados descentralizadas permitem que os geradores de dados usem, vendam ou negociem seus dados, mantendo a propriedade. Assim, por exemplo, gigantes da tecnologia como Google ou Meta não podem usar e controlar os dados dos usuários sem sua permissão. Portanto, a propriedade é essencial para proteger a privacidade dos dados.

Além disso, a Web 3.0 protege as identidades reais dos usuários. Impede a conexão entre a presença online dos usuários e sua identidade física na vida real. Assim, o usuário estará protegido quando preferir ser anônimo ao postar ou fazer compras na internet sem se preocupar em ser rastreado até sua identidade na vida real.

Conteúdo gerado por usuários

A Web 3.0 é aberta ao conteúdo gerado pelo usuário.

Esta versão da web permite que os usuários gerem conteúdo mesmo que não sejam o proprietário da plataforma. Eles podem criar e publicar conteúdo livremente. Esta rede é acessível a todos os usuários, independentemente de suas características.

Além disso, está livre de uma autoridade central que monitora e restringe os comportamentos de usuários individuais. Pode ser arriscado, mas, indiscutivelmente, abre um vasto espaço de liberdade para os usuários que geram conteúdo.

Virtualidade 3D

Os gráficos 3D são comumente usados ​​nos serviços da Web 3.0. Cada setor deu um lugar mais proeminente para a virtualidade 3D diariamente. Jogos de computador, tours de realidade virtual, comércio e marketing virtuais e assim por diante usam esse recurso de forma eficaz.

A Web 3.0 permite e incentiva esse processo. Permite projetar mundos virtuais mais realistas e imensos para os usuários. VR e Metaverse serão os fundamentos da Web 3.0.

A Web Semântica

A Web 3.0 visa melhorar a interação livre entre os usuários. A Web Semântica dá um passo à frente e permite que os computadores interajam com os usuários.

As máquinas que podem ler e analisar dados da Internet são a base primária da Web Semântica. Quando os computadores compreendem o que os dados significam, entendendo o contexto e as relações, isso melhorará a experiência do usuário e a conectividade com os dados precisos na web.

Como a Web 3.0 transformará a indústria de marketing digital?

A Web 3.0 está mudando completamente a indústria de marketing digital com sua tecnologias blockchain de transparência e privacidade de dados.

Também oferece aos profissionais de marketing várias oportunidades para criar confiança e conexões com o cliente. Conteúdo gerado pelo usuário, propriedade de dados e recursos descentralizados são substanciais dessas oportunidades.

As transformações no marketing digital pelas características da Web 3.0 são as seguintes:

  • O marketing digital estará aberto ao conteúdo gerado pelo usuário
  • Os usuários serão proprietários de seus dados e manterão sua privacidade
  • Comunidades virtuais vão avançar
  • Experiências avançadas serão substanciais
  • O marketing digital deve usar dApps
  • A inteligência artificial e a web semântica vão dominar

Devemos ir mais fundo para entender a transformação geral.

O marketing digital estará aberto ao conteúdo gerado pelo usuário

Na Web 3.0, o conteúdo gerado pelo usuário se torna cada vez mais valioso. Os usuários são essenciais nesta versão devido às moedas virtuais, propriedade de seu conteúdo e posições compartilhadas nas plataformas.

Assim, o marketing digital terá que se transformar de acordo com essa nova situação. Esta versão web permite que os usuários criem suas redes com qualquer tipo de dispositivo. Portanto, o marketing digital deve aproveitar essa oportunidade e integrar os usuários como criadores de conteúdo ao jogo para alcançar mais clientes.

Dar mais crédito ao conteúdo gerado pelo usuário estabelecerá um relacionamento confiável e autêntico entre os profissionais de marketing e seus clientes-alvo.

Os usuários serão proprietários de seus dados e manterão sua privacidade

É fato que os usuários serão mais autônomos na Web 3.0. A propriedade dos dados pessoais será do usuário, e ele terá o direito de vendê-los ou negociá-los.

A maneira como os profissionais de marketing coletam e armazenam os dados dos usuários deve mudar considerando essas condições. Além disso, a segmentação e a personalização também serão afetadas pelos regulamentos de privacidade.

À medida que os profissionais de marketing se familiarizam com as tecnologias blockchain, eles também precisam encontrar soluções para obter dados dos usuários sem violar a privacidade do consumidor.

Comunidades virtuais vão avançar

A Web 3.0 foca na interação entre os usuários e avança a conexão. Portanto, as comunidades virtuais serão mais significativas à medida que a comunicação e a interação entre os indivíduos aumentarem.

É crucial que o marketing digital esteja presente nessas comunidades. Os profissionais de marketing devem entrar nos canais para alcançar essas comunidades virtuais e acessar seus clientes.

Além disso, eles devem se beneficiar de inteligência artificial e aprendizado de máquina para analisar os padrões dessas comunidades.

Experiências avançadas serão substanciais

Na era da Web 3.0, o marketing digital tem que se concentrar em experiências avançadas do usuário, como interatividade e experiências 3D, porque a experiência do usuário é a característica mais crucial desse novo mundo.

Os clientes querem ter experiências inesquecíveis e impressionantes. Por isso, o marketing digital deve oferecer a eles essa experiência por meio da realidade virtual e aumentada e do Metaverso. As experiências virtuais conectarão os clientes à marca e levarão a marca a um passo à frente no setor de marketing digital.

Então, o que vai diferenciar sua marca será a experiência imersiva e avançada do usuário na Web 3.0.

Descubra mais sobre marketing digital e Metaverse.

O marketing digital deve usar dApps

O marketing digital deve adotar dApps (aplicativos descentralizados) em vez de aplicativos na Web 3.0.

Como os métodos de coleta de dados centralizados estarão distantes da Web 3.0, os profissionais de marketing devem se concentrar na criação de aplicativos descentralizados baseados em tecnologias blockchain. Os DApps permitem que os profissionais de marketing protejam a privacidade do usuário, evitem a censura e tenham oportunidades ilimitadas de desenvolvimento.

Ou seja, uma das transformações significativas no marketing digital serão os dApps.

A Inteligência Artificial e a Web Semântica vão dominar

A Web 3.0 direcionará o marketing digital para usar a inteligência artificial e a web semântica de forma eficaz em uma ampla área. Os profissionais de marketing precisarão usar fontes de dados abertas por meio de algoritmos de inteligência artificial para segmentar o público, pois os cookies de terceiros não estarão disponíveis.

Consequentemente, o marketing digital criará conteúdo mais consistente e personalizado para seus consumidores por meio desses algoritmos.

Além disso, a web semântica ajuda o marketing digital a se mover em uma perspectiva ampla. Por exemplo, usando uma abordagem semântica, a criação de conteúdo com base em um tópico inteiro com detalhes atrairá a pesquisa dos usuários. Assim, os profissionais de marketing podem entender melhor o comportamento do consumidor e desenvolver estratégias.

Estamos marchando em direção a um futuro em que as pessoas tenham poder e controle absolutos sobre seus dados e privacidade. A expansão do impacto do sistema blockchain, inteligência artificial, aprendizado de máquina, web semântica e tecnologias de realidade virtual nos levam nessa jornada.

Eventualmente, a Web 3.0 é o ponto de virada. Uso transparente de dados, insights mais personalizados e precisos, liberdade para usuários e redes descentralizadas e compartilhadas são os fundamentos dessa nova web. Ele incentiva todas as plataformas e negócios a se orientarem.

Categorias
Marketing

RELACIONADOS