Hoje, o brasileiro já está mais do que acostumado com a Black Friday. Essa importante data comercial, que acontece no fim de novembro, tornou-se uma queridinha, proporcionando promoções em artigos para pets, eletrônicos, eletrodomésticos, roupas, livros e muito mais.

Mas para de fato aproveitar os descontos desse período, é preciso se preparar para a data. Abaixo, confira algumas dicas do que você pode fazer para aproveitar a Black Friday ao máximo, obtendo economia de verdade nas suas compras.

Elabore uma lista

Durante a Black Friday, é muito fácil se render às tentações das promoções e querer comprar tudo o que está mais barato. O problema disso é que, em vez de economizar, você corre risco de gastar muito mais do que poderia, prejudicando a sua saúde financeira.

A melhor forma de evitar isso é preparando uma lista do que comprar com antecedência. Comece colocando os itens que precisam, de fato, serem adquiridos, deixando aqueles que não têm prioridade para o fim da lista, provavelmente até os deixando para comprar em outro momento.

Outro benefício da lista é que ela facilita na hora de pesquisar os itens na Internet, tornando as compras muito mais rápidas. Isso sem contar que previne você esquecer algum item que realmente precisa.

Tenha em mente produtos semelhantes

Ao fazer a lista, outra recomendação valiosa é pensar em alternativas para os produtos que você pretende comprar, sobretudo os que você considera prioritários. Isso porque é muito comum que alguns deles esgotem rapidamente durante a Black Friday ou não tenham o desconto que você esperava.

Ao definir algumas dessas opções, você aumenta as suas chances de conseguir comprar o que precisa, atendendo às suas necessidades e economizando.

RELACIONADO  Monster Tem Álcool: Desvendando os Ingredientes da Bebida Energética

Estabeleça um limite de gastos

A Black Friday deve ser entendida como um momento para fazer economia e não novas dívidas. Portanto, é muito importante definir um teto de gastos para a ocasião, uma vez que você precisa arcar outras despesas nos meses seguintes e é muito mais vantajoso que sua saúde financeira não seja prejudicada por isso.

Com isso, ao montar a lista do que comprar, aproveite também para definir quanto você pode gastar sem se endividar. Inclusive, esse é um aspecto que pode guiá-lo ao definir a sua lista de prioridades, comprovando que algumas das compras podem ficar para outro momento.

Acompanhe os preços

Uma das principais etapas de planejamento da Black Friday é acompanhar a mudança dos preços antes da data. Isso porque muitos acreditam que a ocasião não compensa, dizendo frases como “tudo pela metade do dobro”. Essa percepção foi criada, pois já houve casos em que as lojas subiram os preços semanas antes e, na Black Friday, apresentaram o “desconto” voltando ao valor original.

Portanto, para evitar ser enganado dessa forma, é fundamental acompanhar os preços dos produtos com meses de antecedência. Na Internet, existem sites específicos para fazer esse acompanhamento, que mostram a variação de preço de um produto no dia a dia em determinada loja. Assim, coloque os itens que estão na sua lista nesses sites e crie um alerta para acompanhar as mudanças.

E depois de comprado, é importante também acompanhar o envio de suas encomendas no rastreamento correios.

Compare os valores

Por fim, aproveite o momento de monitoramento para já realizar uma comparação de preço entre as diferentes lojas. Isso é fundamental para que você consiga descontos ainda maiores, garantindo que encontre o que deseja com o preço mais baixo e as melhores condições de pagamento.

RELACIONADO  Creatina Aprovada pela ANVISA: Confiança e Credibilidade

Dessa forma, você consegue identificar quais são as lojas que estão com os preços mais baixos para os produtos que você separou. Pode até mesmo ser vantajoso comprar os itens da lista em diferentes locais, mas neste caso, você deve incluir nos gastos os múltiplos fretes que serão cobrados.

Avatar de Nathan López Bezerra

Formado em Publicidade e Propaganda pela UFG, Nathan começou sua carreira como design freelancer e depois entrou em uma agência em Goiânia. Foi designer gráfico e um dos pensadores no uso de drones em filmagens no estado de Goiás. Hoje em dia, se dedica a dar consultorias para empresas que querem fortalecer seu marketing.