Muitas pessoas não sabem que é possível encher pneus com nitrogênio e acabam optando por encher com ar normal. Porém, o que muitos não sabem é que optar pelo nitrogênio garante a você um menor desgaste do pneu.

Então se você pretende encontrar novos meios de fazer com que seu pneu dure mais, talvez seja o momento de saber mais sobre esta técnica. O nitrogênio tem várias funções e é muito benéfico para o seu veículo.

Sendo assim, se você quer conhecer melhor sobre esse assunto e saber como ele pode te ajudar, continue lendo este conteúdo.

Qual é a vantagem de encher os pneus com nitrogênio?

O nitrogênio em sua teoria, acaba gerando um menor desgaste do pneu. E isso só é possível porque existe uma pressão interna do pneus que acaba não variando quando ocorre o aquecimento do material.

Um outro benefício que o nitrogênio traz no carro é a manutenção correta da calibragem por um período maior. Isso porque o nitrogênio acaba tendo moléculas maiores que permitem com que isso seja possível.

Por conta da variação de temperatura ser menor, há também uma variação de pressão menor, o que acaba desgastando menos o pneu. Assim, acaba-se diminuindo a interferência no ajuste fino de suspensão.

Muitos carros de competição usam o nitrogênio por conta disso. Uma outra grande vantagem é que o nitrogênio não causa oxidação dos materiais com os quais entram em contato. Então, por exemplo:

  • Borracha;
  • Metal da roda;
  • Etc;

Porém, o ar externo fará isso de qualquer forma. Como esse é um gás que acaba não alimentando a combustão, acaba também sendo usado em alguns veículos que fazem o transporte de produtos inflamáveis.

RELACIONADO  Pode Dormir Com Joelheira de Compressão? Descubra Agora!

Nos veículos tradicionais, encher o pneu com nitrogênio acaba não trazendo muita diferença, ainda mais se você costuma calibrar o pneu a cada 15 dias. Um fator que atrapalha um pouco é que a calibragem com nitrogênio custa cerca de R$ 3 a 8 reais por pneu e o ar comum é gratuito.

Quando você faz uso desse gás, é preciso ainda que você realize a manutenção do seu veículo. Não se pode misturar nitrogênio com ar comum. Então é necessário que você pense o que é mais vantajoso para você.

Para que a troca de ar aconteça é necessário que você esvazie seu pneu por completo e só assim utilizar o outro tipo de ar que deseja.

Qual o problema do nitrogênio?

Como dissemos, o principal problema do nitrogênio é o seu preço que pode acabar sendo desvantajoso para quem deseja optar por essa opção. Fora isso, há uma série de vantagens que é não levar umidade para dentro da roda e deixar o pneu mais estável.

Como mencionamos também, essas vantagens só se sobressaem se você utiliza seu veículo para corrida. Fora isso, ele não é tão mais vantajoso assim. Nos automóveis usados no dia a dia, não importa que o aquecimento dos pneus cause um aumento de duas ou três libras.

O que acaba influenciando muito pouco em como o carro se comporta e no conforto dos ocupantes. Em resumo, utilize o nitrogênio só para calibrar pneus de competição. Além disso, não é todo local que tem nitrogênio disponível para o indivíduo.

Ao misturar nitrogênio com ar normal, as propriedades acabam sendo perdidas e  então todo o esforço para manter o seu veículo acaba indo por água abaixo.

RELACIONADO  Pão Francês Tem Lactose: Impacto na Saúde e Alternativas

Curiosidades

O nitrogênio tem uma sensibilidade menor à variações de temperatura e por isso ele acaba sendo crucial em ambientes mais críticos como a Fórmula 1. Numa corrida a variação do pneu pode fazer com que o piloto tenha o seu tempo de volta impactado.

E sabemos o quanto isso pode ser prejudicial para a sua posição final. Outro local que conta também com o nitrogênio são os pneus de aviões. A calibração feita é dez vezes maior que a de um carro e com isso, os pneus acabam sendo capazes de aguentar uma velocidade máxima de 461km/h.

Por fim, vimos aqui um pouco sobre se é vantajoso encher pneus com nitrogênio e como esse ar se comporta no carro, se ele melhora o seu desempenho, dentre outros fatores.

A conclusão a que se chega é: se você não é piloto de corrida, não faz sentido fazer com que o pneu do seu carro seja cheio com nitrogênio, pois as vantagens oferecidas por isso não são tão maiores a ponto de tornar esse um serviço vantajoso a carros comuns.

Sendo assim, prefira investir na calibragem de pneus da forma tradicional, pois isso não te custará nada e você poderá fazer a manutenção na hora que quiser sem que se tenha que preocupar em pagar a mais, pois é de graça.

Este conteúdo foi útil para você? Então deixe sua opinião sobre o assunto e compartilhe-o com mais pessoas para que elas também possam se informar sobre isso.

Avatar de Nathan López Bezerra

Formado em Publicidade e Propaganda pela UFG, Nathan começou sua carreira como design freelancer e depois entrou em uma agência em Goiânia. Foi designer gráfico e um dos pensadores no uso de drones em filmagens no estado de Goiás. Hoje em dia, se dedica a dar consultorias para empresas que querem fortalecer seu marketing.